sábado, 18 de outubro de 2008

The photos....As fotos...



Yes....The pics.....Hummmmm....THEEEEEEEE PPIICSSS....They lead me to the scrapbooking world...At that time, everything was so measured...Everything had to look balanced...No free style was known.....But it was because of the photos that I was using the glue, the ruler and tarammmmm...One more page ready!As the time went by what inspired me most into the scrapbooking world was being replaced by other worries....I started seeking the perfect LO , the best sketch, a page that could get lots of comments......At this point scrapbooking became something boring. Really boring!!! Someone said that art is a process in itself...It doesn't matter where are you going with your art, but what are you feeling while making it.When I`m sewing, painting, cutting, that's where is my art stands. And that's where I feel happy, comfy and get energized with soooo many creativity!After realising that, I got myself free!!! FReee from the DO'S...Free from the rules!!!!Now my perfect page is the one that makes me happy, free, peaceful... The one that relaxes me!!!!The one that makes me wanting more....AHHHHHH!!!!(breathing) Sat i was needing to have some pages done.I was needing to meet myself and my art again....And the pics????AHHHHH!!! THE pics lived happily forever after...And now while the credits are going up, I`d like to thank three people that really helped to find myself again into the scrapbooking world ....Stacy Julian (this woman is the woman...Stacy SCRAP IS really FUNNNNN); Emily Falconbridge (my life couch, she pays attention to the litttle details of the life); e Ali Edwards (great woman, great example to be followed)If you have ever felt like this , leave a comment here, I`d luv to hear!!!!
XO
CRIS
_____________________________________________________________________________________
Foram as fotos .....Sim foram elas....AS FOTOS....Que me levaram para o mundo do scrapbooking...Na época, um mundo muito quadrado, certinho, medidas de mais para o meu gosto...É mais foram elas...Elas que me fizeram medir, colar, pensar no título e tarammm...Mais uma página pronta...Com tempo, o que era regalo da vida, deu espaço a preocupaçao com a forma....Mais do que fotos eu passei a buscar um LO perfeito...Um carimbo maravilhoso....Um sketch ideal....Uma página que arrancasse comentários ....O
scrap passou a ser algo chato....Nada inspirador..Onde a falta de determinado material passou a ser motivo de uma página inacabada....Muuuiiiito chato.....Diz-se por aí que a arte, é o processo em si e não o resultado.As pinceladas nas tintas, a costura de um retalhinho, o borrão que precisa ser acobertado...Ops...É aí que mora minha arte no scrapbooking....Me libertei...Me libertei dos tenhos...que fazer, que usar, que apresentar, que mostrar sempre a página perfeita...Minha página perfeita é aquela que mais curti fazer....Que relaxou, que me deixou com gosto de quero mais scrap....Ahhhh!(pausa para respirar) Ahhh sabe sab eu tava precisando fazer scrap....Tava precisando encontrar minha arte, me encontrar......E as FOTOS?????AS FOTOS!!!! Elas viveram felizes para sempre e voltaram a ser personagens principais no meu scrap da vida...Agora enquanto sobem os créditos....Eu gostaria de agradecer a três pessoas que me ajudaram a me achar no SCRAP de novo ---- Stacy Julian (essa mulher é tudo...Stacy SCRAP IS really FUNNNNN); Emily Falconbridge (minha life couch....Sensibilidade até a última gota); e Ali Edwards (que presença de espírito e segurança)Se vc de alguma forma já se sentiu assim scrappeando, deixe um comentário por aqui, me contando como foi essa experiencia.....
XO
CRIS

4 comentários:

Dilaine de Oliveira disse...

Oi, Cris!
Sempre passo por aqui e gosto muito da tua liberdade no scrap. Mas não sabia desta história que vc contou. Obrigada por compartilhar, porque estou vivendo hj o que vc descreveu. O scrap é tão lindo, mas as cobranças são tão ruins!
Espero me libertar tb!!!
Beijos!
Dilaine (Dica do SD).

Mari Monteiro disse...

Oi querida!
Acho que ainda não estou totalmente liberta, mas acredito que já evoluí bastante. Tinha sempre uma pressão de querer fazer pra mostrar e acabava sendo mais pros outros do que pra mim. Outro dia fiz uma página bem clean e meu marido disse: Mas vc ainda vai colocar mais alguma coisa, não? e eu: Não! Gostei assim e não quero colocar mais nada. É isso. Bjocas e boa semana!

Adliz Jamile disse...

Você sabe que minha conduta com a minha arte é essa??? Por exemplo, no Lo que eu fiz para o concurso da Elsie no blog na Anne, pensei o que seria uma "linda bagunça" para mim, aí peguei várias coisas que estavam na moda e as que não estavam, mas que eu gosto, e tasquei lá, rs... E fui a escolhida!!!! Hoje eu luto contra essa ditadura dos materiais da moda ou da tendência atual... Afinal o que me conduz é a criatividade e sem ela um papel da moda não passa de um papel da moda, agora um papel velho com ela vira SIM obra de arte e se isso se chama scrap, a foto conta muito como carga emocional e ISSO é o importante!!!!
Affff, falei demais, rs!!!!
Beijocas, Adliz!!!!

Dea Haenel disse...

Cris, tenho acompanhado tudo que você faz... e acho que você está cada dia mais sensacional... Acho que cada uma de nós caminha o seu caminho no scrap... e acho que é bem isso. Tem uma hora que você fica meio perdida... a hora do "chato"... mas quando a gente começa a encontrar nosso caminho é tudo de bom. Você está num caminho lindo... suas páginas estão maravilhosas! As fotos estão cada dia mais "felizes para sempre" hehehe...
bjs

dea